Indigo & Cristal

Indigo & Cristal
POR SERMOS ESPECIAIS
As crianças Índigo denunciam todas as estruturas fracas, frágeis e ultrapassadas existentes na sociedade actual. Com este trabalho os Índigo abrem caminho vibracional para os meninos Cristal. Estes continuarão depois o trabalho com energias mais subtis orientando o futuro de uma forma diplomata e amorosa.

Quando uma criança Índigo perde a ligação com a mãe Terra, perde o seu centro e por isso o seu equilíbrio. Deve nessa altura fazer uma meditação. Utilize sons da natureza para o ajudar a estabelecer a ligação o mais rápido possível. Repita o exercício várias vezes por semana e se possível sempre a mesma hora. Sobre tudo dê o exemplo, já que é por exemplo demonstrado que pode conseguir com paciência que este exercício passe a fazer parte integrante do dia a dia da criança ou jovem adolescente.

Uma criança Cristal perde o centro se exposta a situações que provocam o encerramento do chakra do coração, ou exposta a situações que perturbem gravemente o seu sistema emocional. Para equilibrar o seu sistema, este deve ficar mais tempo ligado à natureza.

A vibração índigo, centrada no 3º chakra tenta estar em contacto com tudo o que o rodeia e tem a capacidade de perceber tudo com verdade. A vibração Cristal quer deixar o individual e mudar para a perspectiva grupal, estão centrados no chakra do coração. A criança Cristal está centrada no coração por isso mais perto das emoções.

Tem um estreito contacto com tudo o que vive e se manifesta no planeta.

quinta-feira, 14 de Outubro de 2010

MISSÃO DA CRIANÇA INDIGO

Por certo a criança índigo não é um mensageiro com a missão de salvar a humanidade, nem de preservar o desenvolvimento da civilização, mas sim um espírito que ainda precisa muito no campo do seu desenvolvimento espiritual. As Índigos vêm à terra para dar continuidade ao desenvolvimento próprio, mas acontece que, por já estarem em um patamar mais elevado do que os humanos da Era de Peixe então servirão de exemplo de vida, assim auxiliarão aos humanos comuns maneiras de viverem numa nova era. A pessoa tende a pensar de uma forma, e agir de outra. Através de códigos ela estabelece conceitos próprio ou religioso e sociais que ditam aquilo que deve e que não deve ser feito, de errado e de certo. Assim podemos dizer que existe uma discrepância entre o pensar e o agir. A Índigo não age assim, por isso muitas vezes ela é considerada criança rebelde. Pensar e agir de forma coerente é uma das suas características da criança Indico e da Cristal, assim elas irão se constituir pessoas que induzirão a diminuição dessa relação, consequentemente servirão de padrão para o estabelecimento de uma sociedade mais autêntica, mais transparente, e mais verdadeira e daí maior confiança entre as pessoas. Elas, se pode dizer, também são detonadores de sistemas, são os guerreiros espirituais que pelo exemplo pessoal vão desmantelar e remover maneiras velhas e limitadas de pensar, dando início ao processo de renovação característica da Era de Aquários, seu papel, portanto, não é o da missão de reconstruir uma nova sociedade. Dessa maneira de sentir e agir os índigos atenuarão o egoísmo através de maior autenticidademudando o foco do egoísmo para o altruísmo. Um dos fatores que aumentam o Ego diz respeito à falta de confiança oriunda da limitação da pessoa sentir a outra, ignorar o que se passa nesta. Como a Índigo pode sentir melhor o próximo consequentemente haverá diminuição da inveja, do ciúme, resultando maior solidariedade entre as pessoas. Como as índigo vão fazer tal transformação? - Através do questionamento de todo o sistema de regras e códigos, a começar pelos familiares. A família ainda se baseia em imposição de regras, muitas vezes sem autenticidade, sem razões de ser, sem explicações, sem informação, escolha ou negociação. Na Era de Peixes a família tinha como base o machismo, os filhos e esposa não tinham voz no lar, tinham que aceitar tudo de cabeça baixa sem questionar nada, sem sequer poder expôs sua opinião. Criança era rechaçada, nem a menos podiam escutar a conversa dos adultos. Depois do pai vinha a mãe também impondo seu sistema de regras. Jesus, avatar da Era de Peixes, já demonstrava não ser essa a maneira correta de agir, ele valorizou as crianças e especialmente a mulher conforme mostram os evangelhos. Esse respeito prevaleceu no Cristianismo Primitivo, mas nos séculos vindouros ele voltou a ser sufocado pelo machismo, isso porque a era de peixe não favorecia à mulher. Agora o mundo está diferente, a influência das índigo já se faz intensamente, rebentando comcostumes, e regras centenárias. É verdade que aos olhos de muitos essa conduta pode ser considerada caótica, mas não e assim, as índigo não querem impor nada, procurarem entender e dialogar, o que cobram é participação, negociação.
A Criança Índigo em geral e a Cristal em particular não aceitam ser enganadas porque têm “intuição” para perceber as verdadeiras intenções e não têm medo. Portanto, intimidá-las com aquelas histórias de “bicho papão”, “O bicho vem pegar”, “Cuca te leva” e coisas assim não dão resultado na sua educação, porque elas sempre encontram uma maneira de obter a verdade. Muito cedo elas querem a verdade, por isso a ilusão de Papai Noel, Contos de Carochinha, Histórias de Troncoso, elas não aceitam, a não ser que seja explicado que aquilo não é real mas apenas uma maneira de mostrar possibilidade
de um mundo melhor. Coisas assim que foram tão agradáveis para a geração pisciana não o são para a aquariana. Por ter uma mente bem racional, muito cedo conseguem maravilhas em computadores, em atividades criativas. Vezes uma criança, mesmo que ainda lhes tenha sido ensinadas técnica de computação mesmo assim elas sabem desenvolver coisas que os adultos levam tempo para aprenderem e até mesmo certo grau de dificuldade. Computadores para os jovens de hoje parece algo bem natural.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Loading...